[ editar artigo]

Recursos e ferramentas para viagens internacionais - ou se você também está indo morar no exterior

Recursos e ferramentas para viagens internacionais - ou se você também está indo morar no exterior

Há 6 meses decidi sair do Brasil para morar na Espanha, depois de um processo de dois anos de planejamento e muito estudo, finalmente tomei a grande decisão de me mudar em 13 de maio de 2019, quando comprei a minha passagem só de ida.

Nesses anos de preparação para morar no exterior e, em meio a tantas viagens para conhecer o país, me deparei com muitas questões referentes a onde ficar hospedada, como levar o dinheiro, qual o melhor site para comprar passagens — tanto de avião, como de ônibus e trem — e muitas outras que foram surgindo no decorrer do dia a dia morando e viajando pelas terras espanholas.

Decidi fazer esse artigo para você, assim como eu você conseguirá:

  • Economizar dinheiro;
  • Poupar tempo;
  • Viajar sem preocupações.

Você está pronto? Vamos lá!

 


 

Confira abaixo a guia de ferramentas e recursos de viagem:

 

1. Passagem Aérea: Decolar.com e Kayak

Para fazer a pesquisa da minha passagem aérea ideal primeiro busco na Decolar o destino que quero viajar com a opção de “ainda não defini as datas” e, uma vez os resultados aparecem, olho no menu lateral o mês mais barato para esse destino. Ele fará uma nova busca e aparecerão as datas mais econômicas. Com a data escolhida, vou para o Kayak.

No buscador do Kayak coloco as datas que escolhi para ter o preço ainda mais acessível, mas lembre-se: as compras serão feitas por fora do site, já que ele se trata de um comparador de viagens que te mostra as melhores opções. A passagem aérea que comprei para vir pra cá foi, depois de todo esse processo, na MaxMilhas.

 


 

2. Hospedagem: Airbnb e Booking

Um dos pontos mais principais e importantes para mim em uma viagem já que envolve o meu conforto e o momento de descanso.

Costumo usar o Airbnb para viagens mais longas. Por exemplo, dezembro do ano passado viajei com o meu namorado para Barcelona, e ficamos do dia 01 a 20 de janeiro na cidade. Pagamos menos do que se fôssemos ficar em um hotel, porque era temporada e, em algumas hospedagens, os anfitriões dão desconto se você ficar acima de X dias. É uma experiência incrível! É por isso que te estou dando R$ 115 de desconto para a sua próxima viagem.

Já o Booking gosto de usar para viagens mais curtas, geralmente com duração de menos de uma semana, pois, na maioria das vezes, acaba sendo uma plataforma que auxilia em uma escolha rápida. Além disso, é mais prático, já que você pode escolher a hospedagem e, dependendo da tarifa que escolher, poderá ser cancelado gratuitamente.

 


 

3. Dinheiro: N26 e Transferwise

Depois de tantas viagens feitas, só na última que descobri as melhores opções — eu poderia ter economizado muito se tivesse escolhido elas antes.

Não costumo levar dinheiro físico para as minhas viagens, primeiro porque a taxa para comprar a moeda física local é muito maior do que a online e segundo que hoje a maioria dos estabelecimentos aceitam cartão de crédito.

Antes eu usava o cartão pré pago da Confidence Cambio que cobra 6,38% de IOF + R$ 2,99 de taxa administrativa por cada recarga que for feita e, ainda, cobra mais outra taxa caso você queira sacar o dinheiro em um caixa eletrônico.

Conheci o N26 por acaso e esse ano tive a oportunidade de pedir o meu. Um cartão de débito muito parecido com a NuConta que temos no Brasil: sem mensalidades, com transferências ilimitadas para qualquer banco sem nenhum custo e envio do cartão gratuitamente. Um luxo né? Se você tem passaporte europeu, você pode solicitar o seu cartão de débito do N26 em um processo muito rápido e simples (você só precisará de um endereço na Europa para receber o cartão) e, ainda, poderá usar em todas as suas viagens futuras — já que ele não cobra comissão em outros países da UE.

Como faz para enviar dinheiro para a minha conta do N26? Com a Transferwise! Gosto muito dessa plataforma porque recebo o dinheiro em menos de 24h (e me salva em algumas emergências), além de pagar uma taxa muito baixa.

 


 

4. Transporte: Omio e Cabify

Os meus preferidos para usar na Europa. Utilizo o Omio (conhecido por GoEuro) para buscar passagens de ônibus ou trem mais em conta, mas também é possível encontrar passagens aéreas. E o Cabify para me mover dentro da cidade, pequenos trechos, já que me sinto muito mais segura em utilizar esse serviço do que o táxi local. Aqui em Valencia passei por uma experiência desagradável usando o táxi, mas foi caso de emergência, então tudo bem.

 


 

Dicas Extras:

 

Curso de passagens aéreas, da Ana Stier

Depois que fiz o curso da Ana Stier de passagens aéreas, meu relacionamento de amor e ódio com os buscadores de passagens se transformou em felicidade. Se você ainda usa o Google e navega normalmente pela internet sem ser em guia anônima, já é suficiente para fazer os preços subirem. No curso eu aprendi dicas avançadas para comprar passagem, como fazer escalas inteligentes, stopover e conseguir o melhor lugar no avião, quais são os aeroportos mais baratos para chegar na Europa e muitas outras aulas que me ajudaram a comprar uma passagem de R$ 1.700 (de Florianópolis para Madrid) em alta temporada.

 


 

Cashback nas compras com o Méliuz

Fazer as suas reservas de hospedagem, comprar a sua passagem aérea ou até mesmo o seu seguro viagem e ainda ganhar dinheiro de volta, é uma ÓTIMA maneira de economizar para a sua viagem. Juro, o Méliuz foi a melhor coisa que me aconteceu e depois que comecei a usar e nunca mais deixei nenhuma compra de lado sem antes consultar no aplicativo. É até difícil de acreditar, mas realmente funciona!

 


 

Sobre a autora:

Jaciara é designer e criadora de conteúdo freelance, além de ser empreendedora na Dolce Alba Concept, sua marca vegana de acessórios de vime. Ela escreve sobre suas experiências de vida e ensina sobre empreendedorismo e vida consciente, enquanto viaja pelo mundo vivendo sua jornada de autoconhecimento.

Siga Jaciara Busarello no LinkedInInstagram e Twitter.

Texto publicado originalmente no LinkedIn.

 


 

Transparência: este artigo contém links de parceiros afiliados. Ou seja, caso você compre um produto ou contrate um serviço através destes links, ganharei uma comissão dos parceiros indicados. É uma relação ganha-ganha entre a empresa parceira, que atinge mais pessoas; o produtor de conteúdo, que continua compartilhando seus artigos sem cobrar nada por isso; e você, que continua tendo acesso a um conteúdo gratuito e de qualidade.

COMUNIDADE EFEITO ORNA
Jaciara Busarello
Jaciara Busarello Seguir

Sou designer e criadora de conteúdo freelance, além de empreender na Dolce Alba Concept e ter um pezinho no nomadismo digital. Escrevo sobre cotidiano e empreendedorismo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você