[ editar artigo]

Ela viu uma oportunidade no mercado e fez um bilhão de dólares

Ela viu uma oportunidade no mercado e fez um bilhão de dólares

Aos 28 anos, Sara Blakely era uma vendedora de máquinas de fax com uma ideia revolucionária. Aos 29, já era milionária. Dez anos depois, tornou-se a bilionária self-made (ou seja, que conquistou sua fortuna, e não a herdou) mais jovem do mundo.

Tudo começou com uma ideia simples: Sara queria usar uma calça branca que não revelasse marcas de roupas íntimas. Diante do problema, ela viu uma oportunidade: cortou os pés de uma meia calça e usou-a por baixo da peça. Mas, apesar de ter obtido um resultado incrível, ainda havia o problema de que a meia-calça ficava enrolando em sua perna, o que gerava um desconforto. Sara percebeu que esse seria um produto que muitas mulheres gostariam de ter, e então, começou a trabalhar num protótipo.

Nos próximos anos, a empreendedora gastou sua poupança na patente da ideia e nos protótipos do que viria a ser a marca Spanx. Ela começou a moldar peças que modelassem o corpo, mas que também fossem confortáveis de usar.

“Durante minha fase vendendo fax, eu usava meu tempo livre tentando descobrir o que realmente queria fazer, e quais eram minhas forças. Sabia que era boa em vendas, e queria ser minha própria chefe. Queria vender algo que eu mesma criei, e que realmente importasse.” — Sara Blakely

Sara em 2000, com suas primeiras peças vendidas

O jogo virou quando, um ano após começar as atividades, ela foi convidada para ir ao programa de TV de Oprah Winfrey, que disse ser fã do produto e usá-lo também. Com o aumento nas vendas após a repercussão, Sara faturou seu primeiro milhão de dólares.

Oprah Winfrey divulgou a Spanx logo no início

Atualmente, o portfólio de produtos também inclui roupas de maternidade, leggings e uma linha masculina; e está disponível em 65 países. Em 2012, Sara alcançou o marco de 1 bilhão de dólares em patrimônio líquido — tornando-se, aos 41 anos, a pessoa mais jovem do mundo a conseguir esse feito.

Ela atribui muito do seu sucesso ao seu pai. Toda semana, quando eles se reuniam para jantar, o pai perguntava aos filhos: "No que vocês falharam nessa semana?”, e ficava decepcionado se não houvesse resposta. 

“Meu pai sabia que muitas pessoas ficam paralisadas pelo medo de falhar. Ele queria que nós tentássemos de tudo, e isso me ensinou a definir o fracasso como não tentar, ao invés de não conseguir o resultado esperado.”

A marca atualmente se propõe a apoiar mulheres e brinca: “Deixando o mundo melhor, um bumbum por vez”

Sara ouviu “não” várias vezes, de vários investidores para quem tentou propor sua ideia. Mas ela não desistiu, porque tinha um objetivo e a vontade de fazer acontecer. Seu produto era a solução para um problema que acontecia com mulheres do mundo inteiro. Ela também evitou empréstimos e investimentos externos, apostando cada centavo das suas próprias economias — e como resultado, detém 100% da Spanx.

“O que mais me surpreendeu com a repercussão da Spanx foi o impacto emocional que a marca e os produtos tiveram nas vidas das mulheres. Não esperava por isso. Eu estava simplesmente à procura de um visual discreto, e as mulheres ficaram emocionalmente impactadas e agradecidas à nossa marca. Foi um sentimento incrível.”

Sara ensina ainda sobre a honestidade com seus clientes, contando que nunca escondeu deles que é uma pessoa que começou do zero e que entende os anseios do seu público. Não tente parecer maior do que é só para ser levado a sério. Foque na qualidade do seu produto e porque você o criou.

Uma história incrível, né? Você já conhecia a trajetória da Sara Blakely?

COMUNIDADE EFEITO ORNA
EFEITO ORNA
EFEITO ORNA Seguir

Metodologias transformadoras em gestão de marca, influência e empreendedorismo For smart people 👇CONHEÇA TODOS OS NOSSOS PRODUTOS E CANAIS https://instabio.cc/efeitoorna

Ler conteúdo completo
Indicados para você